Pilates está na moda. Muitas pessoas já descobriram os variados benefícios que uma prática frequente desta modalidade lhes trazem.

Desenvolvido por Joseph Pilates no século passado, o método é composto por exercícios simples que permitem um trabalho equilibrado de todo o corpo.

 

1. É para todos

Qualquer pessoa pode praticar Pilates, independentemente da idade, condição física ou género. Sim, Pilates também é para homens. Embora actualmente a modalidade esteja mais difundida entre as mulheres, Joseph Pilates criou o método a pensar nos homens. A sequência de Mat (colchão) foi pensada para que se conseguisse treinar em qualquer sítio, sem necessitar de equipamento adicional.

 

2. É um treino completo

Qualidade de movimento em vez de quantidade. No Pilates não realizamos muitas repetições do mesmo exercício, damos ênfase à execução. Os exercícios são constituído por padrões de movimento simples mas eficazes e trabalham o corpo como um todo, utilizando as várias cadeias musculares, ou seja, vários grupos musculares ao mesmo tempo.

 

3. Adeus dores

As sequências de exercícios ajudam a devolver a mobilidade articular e aumentam o suporte muscular necessários para que os movimentos sejam realizados com menos restrições.

Pessoas que sofrem de dores de costas ou noutras articulações, após começarem a praticar Pilates, sentem o desconforto diminuir ou desaparecer por completo.

 

4. Olá bem-estar!

A sensação de bem-estar é imediata e sente-se logo desde a primeira aula.

Uma aula de Pilates é exigente mas ao mesmo tempo segura. Os exercícios são dinâmicos e trabalham todo o corpo, mas não de forma a provocar exaustão muscular. E como o foco de cada exercício está na respiração, vai sentir que tem maior controlo na técnica de execução. Assim, vai sair de cada aula com a sensação de dever cumprido, com a mente mais tranquila e focada, mas sem dores musculares ou cansaço excessivo.

 

5. Gestão de stress

Pilates é meditação em movimento, sente-se a diferença desde a primeira aula.

Um dos 6 princípios fundamentais presentes em todos os exercícios de Pilates é a respiração. Uma respiração adequada, com ênfase no trabalho diafragmático ajuda a aumentar a estabilização do tronco, promove a libertação dos músculos do pescoço e ombros e estimula o sistema nervoso parassimpático, o qual permite obter uma sensação de calma e serenidade.

Isso juntamente com outro dos princípios, a concentração, resulta numa meditação activa.

 

6. Fique mais alto!

A maioria das pessoas sente que sai de uma aula de Pilates mais alta do que entrou. Isto deve-se principalmente a uma maior consciência corporal e melhoria da postura, o que permite a sensação que a coluna está mais verticalizada e esticada.

 

7. Fortalecimento do “Core”

Todos os exercícios têm origem no core, também chamado de centro ou powerhouse.

O Core é constituído pela musculatura abdominal, diafragma, pavilhão pélvico e glúteos, serve de suporte ao tronco e permite a ligação entre os membros superiores e os inferiores. Um Core trabalhado uniformemente garante a estabilização do tronco, ajuda a melhorar a postura e potencia todo o tipo de movimentos.

 

8. Grupo ou Privado

Pilates pode ser praticado em grupo, também chamado de Mat Pilates, em que os exercícios são realizados apenas com o peso do corpo num colchão.

As aulas Privadas de Pilates, realizadas nos aparelhos específicos desenvolvidos por Joseph Pilates, permitem um trabalho mais efectivo e uma evolução mais rápida. O treino é dirigido às necessidades e condição física da pessoa.

 

Se ainda não experimentou, está na hora.

O seu corpo, a sua mente e as suas emoções vão agradecer. Comece já a praticar!