Escrever um artigo sobre saúde e bem-estar para um público generalista é um desafio. Podemos sentir que chegou o momento de partilhar o nosso conhecimento com os outros. Ou, por vezes, as empresas ou marcas para as quais trabalhamos pedem-nos esse contributo para os seus blogs ou redes de partilha de marketing de conteúdo.

Se é um profissional da área da saúde e bem-estar, talvez este artigo lhe interesse.

Mas porque é que isto é importante?

Escrever um artigo sobre saúde e colocá-lo online é uma porta de entrada para o seu site. E isso potencia visitas, marcações e faturação no seu negócio ou no negócio da empresa onde trabalha.

Claro que uma empresa também pode receber visitantes no website de outras formas. Contudo, a experiência da última década diz-nos que esta é uma excelente ferramenta de aquisição de novos clientes e de posicionamento enquanto especialista. Para além disso, não apresenta custos diretos e perpetua a informação, contrariamente a outras soluções de comunicação.

Mas atenção: isto só funciona se escrever algo que os leitores procuram.

Como escrever algo que os leitores procuram?

Primeiro, tem de pensar como um cliente. Só depois, como um profissional. Talvez a área da saúde lhe seja tão familiar que nunca tenha pensado em encontrar soluções na internet. Mas imagine-se noutra área:

                “Quero plantar uma árvore. Como fazer?

Se puder falar com um especialista, não hesite. Muito provavelmente, essa é a melhor forma de obter uma resposta íntegra e funcional. Mas se não tem essa possibilidade, procure num motor de busca (como o Google). Vai ver que as respostas surgirão.

A área da saúde é um tema, porém, mais complexo. De médicos a influencers, todos acreditam saber exatamente como funciona o corpo e a mente. Sendo a medicina uma ciência, até o mais catedrático profissional da área tem reservas em relação ao seu saber. É importante que consigamos denunciar uma certa feira popular disfarçada de academia.

Como devo escrever o artigo sobre saúde?

É fundamental que consiga transformar o conteúdo técnico-científico em comunicação eficaz.  Assim, o leitor deverá ser capaz de reproduzir o seu discurso com apenas uma leitura.

Deve considerar:

  1. Utilizar listas para enumerar
    Facilitam a compreensão e a sistematização das ideias.
  2. Blocos de texto auto-contidos
    Deve começar e terminar um tema a cada parágrafo, pois nem sempre o leitor começa a ler do princípio e vai até ao fim. Cada micro-tema do seu artigo deve encerrar-se a si mesmo.
  3. Utilizar imagens ou vídeos que complementem a informação
    Sem que estes elementos repitam ou apenas decorem o artigo.
  4. Se o tema é saúde, proteja o seu leitor e proteja-se a si
    É extremamente importante que tenha em consideração o diferente nível de literacia na saúde e capacidade de apreensão dos conhecimentos dos seus desconhecidos leitores. Evite dar-lhes indicações diretas sobre diagnóstico e terapêutica – assim consegue informar sem prejudicar e sem se comprometer.

Deve evitar:

  1. Fazer diagnósticos ou indicar soluções que possam comprometer a saúde do seu leitor
    Recomendar uma caminhada pela manhã para reduzir a ansiedade não será um problema, mas afastar o leitor de um diagnóstico assertivo por parte de um profissional de saúde poderá ser dramático.
  2. Utilizar jargão técnico
    Vocabulário especializado dificulta a aceitação do artigo.
  3. Fazer enquadramentos sobre o tema
    Lembre-se que o seu utilizador pesquisou algo muito específico, ele não quer saber como se formaram as galáxias. Se considera importante enquadrar, faça-o resumidamente, apenas para que o leitor perceba porque deve continuar a ler o artigo.
  4. Textos longos que se afastam do tema principal
    É natural que você saiba mais sobre o tema do que aquilo que o leitor procurou. Se sente necessidade de partilhar mais, crie links para outros artigos igualmente específicos.
  5. Vender o seu serviço
    De um modo geral, o leitor sabe onde comprar, mas não foi isso que pesquisou. Ele quer saber mais sobre o tema – dê-lhe o que ele quer até que ele o considere um especialista.
diagrama de venn sobre informação
Utilize estes 4 vértices para identificar se o seu conteúdo está a ir no caminho certo. Fonte: InformationIsBeautiful.net

Como posso saber se os clientes leram os meus artigos?

Apesar do baixo investimento desta ferramenta, queremos saber se o nosso tempo e energia estão a ser usados de forma eficaz.

Por isso, é importante que consulte regularmente os relatórios de eficácia do seu website e adapte os seus artigos futuros (ou melhore os anteriores) no sentido da eficácia. 

Não existe um mau artigo. Existem artigos mais eficazes ou menos eficazes!

Texto de Filipe Lima
Marketeer especializado na área da saúde